Dossiê “Autoria e estilo nos estudos de mídia com ênfase na ficção seriada televisiva”

Em parceria com a Universidade Estadual do Tocantins, o grupo A-Tevê lança dossiê temático “Autoria e estilo nos estudos de mídia com ênfase na ficção seriada televisiva”, na revista Humanidades & Inovação. Com objetivo de fortalecer o debate sobre as abordagens metodológicas que tratam da ficção seriada para televisão, um dos fenômenos culturais mais potentes nas sociedades contemporâneas. A publicação foi organizada pela Prof.ª Dr.ª Maria Carmem Jacob de Souza (UFBA), coordenadora do A-Tevê, Prof.ª Ma. Thaiane Machado (UFBA), um a das integrantes do grupo e Prof.ª Dr.ª Kyldes Batista Vicente (Unitins), editora da revista e pesquisadora convidada do nosso grupo.

O Grupo de pesquisa A-Tevê reúne, desde 2001, pesquisadores para tratar dos problemas teóricos e metodológicos que afloram das análises desses temas. Um dos pilares das atividades de pesquisa ao longo desses anos primou pelo interesse em conhecer, avaliar, aplicar e recriar metodologias de análise da poética das séries que permitissem identificar e avaliar os estilos dos profissionais reconhecidos como autores no processo coletivo de criação e produção da ficção seriada.

São 18 artigos, versando sobre diversos produtos audiovisuais, como séries, telenovela, HQs e publicidade, que assumem os desafios analíticos das associações teórico-metodológicas de análise da poética e dos processos
criativos dos agentes autores responsáveis pelas decisões estilísticas nelas observadas. Confira abaixo a lista de artigos que fazem parte desse dossiê.


ARTIGOS

CAMPO E ESTILO DAS SÉRIES FICCIONAIS TELEVISIVAS: NOTAS METODOLÓGICAS
Maíra Bianchini

HISTÓRIA E ESTILO NO CAMPO DA PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA AUDIOVISUAL
Tatiana Güenaga Aneas

QUESTÃO DA AUTORIA DOS EDITORES E CRIADORES NOS COMICS DE SUPER-HERÓIS
João Senna Teixeira, Maria Carmem Jacob de Souza

BEM-VINDO A WESTEROS: ESTRATÉGIAS DE FORTALECIMENTO DO PACTO FICCIONAL NA PRIMEIRA TEMPORADA DO SERIADO TELEVISIVO GAME OF THRONES
João Araújo

NARRATIVAS SEM FIM? A SERIALIZAÇÃO EM DESPERATE HOUSEWIVES
Thaiane Machado

A FUNÇÃO DO RÁDIO NA CONSTRUÇÃO NARRATIVA DA TELENOVELA CHEIAS DE CHARME
Hanna Nolasco Farias Lima

O LUGAR DAS CONVENÇÕES NAS ESCOLHAS ESTILÍSTICAS DAS SÉRIES DO GÊNERO CRIME FICTION
Ludmila Moreira Macedo de Carvalho, Elva Fabiane Matos do Valle

AS REPRESENTAÇÕES DO TRABALHO NO NORDESTE DE VELHO CHICO
Daniele Moitinho Dourado Valois Rios

QUEM MATOU O BARÃO HENRIQUE SOBRAL? A CONSTRUÇÃO DA NARRATIVA POLICIAL NA TELENOVELA DE GILBERTO BRAGA
Amanda Aouad Almeida

O ESTUDO DA TRAJETÓRIA COMO ESTRATÉGIA DE ANÁLISE DA AUTORIA DE TELENOVELAS: O CASO DE GLÓRIA PEREZ
Juliana Gomes

O ESTILO DO AUTOR-ROTEIRISTA DE TELENOVELA: UMA ANÁLISE DE “AVENIDA BRASIL”, DE JOÃO EMANUEL CARNEIRO
Inara Rosas

JAZZÍSTICA CIDADE DOS HOMENS
Danilo Scaldaferri

A CONSTRUÇÃO DE PERSONAGENS FEMININAS DESTEMIDAS E RESILIENTES COMO MARCA AUTORAL DE SHONDA RHIMES
Genilson Alves

NOT THAT KIND OF GIRL: ESTILO E AUTORIA DE LENA DUNHAM NA SÉRIE GIRLS
Bárbara Fernandes Vieira de Souza

O GÊNERO: DO LITERÁRIO AO AUDIOVISUAL
Kyldes Batista Vicente

O PROCESSO DE RECRIAÇÃO DO ROMANCE MORTO ATÉ O ANOITECER PARA O SERIADO TELEVISIVO TRUE BLOOD
Rodrigo Lessa

LA CONSTRUCCIÓN DRAMÁTICA DEL PERSONAJE HISTÓRICO, MÍTICO Y SENTIMENTAL GIUSEPPE GARIBALDI, EN LA MINISERIE A CASA DAS SETE MULHERES
Fernando Carrasco Mery

“COCO CHANEL” (2008): TRAJETÓRIA, MODA E ESTILO NA TELEVISÃO
Luis Fernando Lisboa, Mariele Góes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao Topo